quarta-feira, 12 de outubro de 2011

O QUE É FELICIDADE?.



O QUE É FELICIDADE?
Felicidade é um estado de perfeita satisfação íntima; ventura; sorte; sucesso. A Bíblia dá-nos uma definição importante: BEM – AVENTURADO, que tem o sentido de Felicidade completa. Uma pessoa bem aventurada é uma pessoa feliz por completo.
PONTO DE VISTA MUNDANO SOBRE FELICIDADE.
O mundo tem um conceito materialista de felicidade. Ser feliz é ter muito dinheiro no bolso, casa própria, carro 0 Km, uma boa posição na sociedade ou na empresa que trabalha. Associa-se felicidade com as coisas que possuem. Existem cristãos assim também!
Com essa visão materialista e carnal, as pessoas vivem apenas momentos de felicidade, momentos de euforia que logo se acaba, não dura o tempo todo. O que se compreende por alegria e felicidade, o Apostolo Paulo diz que é tristeza e miséria:
“Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens”.
(I Corintios 15:19)
    A felicidade desse mundo é falsa e passageira. Muitos sofrem porque trocam a felicidade verdadeira que só Cristo pode dá por uma aventura louca e descartável. O pensador Ângelo Silésio disse: “Deus fez o coração do homem tão grande, que só Deus mesmo o pode preencher”.
O PONTO DE VISTA DIVINO ACERCA DA FELICIDADE.Felicidade é algo de dentro para fora, não está ligada às coisas materiais e sim, às espirituais. Nós não somos felizes porque temos, mas, somos felizes pelo que somos. Somos filhos de Deus, novas criaturas em Cristo Jesus, perdoados e lavados pelo sangue de Jesus Cristo. Somos descendentes de Abraão e herdeiros conforme a promessa. Somos o povo eleito de Deus, a nação santa, o sacerdócio real, o povo adquirido que foi tirado das trevas para habitar na luz. Quando Jesus enviou os setenta discípulos a pregar o evangelho, muitos se alegraram porque até os demônios os sujeitavam por causa do nome de Jesus. Porém, Jesus lhes disse que a causa da felicidade deles deveria ser outra: (Lucas 10:20) “Mas, não vos alegreis porque se vos sujeitem os espíritos; alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus”.
A Bíblia diz em II Coríntios 4:18 que, nós não nos atentamos para as coisas que se vêem, mas, para as que não se vêem. As coisas que se vêem são temporais, passageiras e, as que não se vêem, são espirituais, são eternas.
A nossa felicidade não deve acabar, mesmo em meio às adversidades da vida:
Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece (Filipenses 4:11-13).
O modo como Deus define felicidade, parece loucura para os que têm um coração carnal e mundano: “Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente” (I Coríntios 2:14). No sermão do monte, Jesus nos apresenta a definição divina de felicidade:
(Mateus 5:3-11) – Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus; Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados; Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra; Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos; Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia; Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus; Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus; Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus; Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.
Felizes são os humildes de espírito, ou seja, os dependentes de Deus. Jesus disse que seus discípulos são enviados como ovelhas em meio a lobos. Uma das principais características de uma ovelha é que, elas são dependentes do seu pastor. Jesus é o nosso bom pastor, o bom pastor que deu a vida por suas ovelhas. Para Deus, felizes são aqueles dependentes do poder de Deus, do perdão de Deus, da misericórdia de Deus, da proteção de Deus.
Felizes são os que choram, pois, serão consolados. Choram por um pecado cometido, choram e se entristecem por ver o próximo que caiu no pecado. Não se alegram com a derrota de outrem. Nossa felicidade não pode ser aquela que nasce quando um companheiro de trabalho é demitido, mesmo sendo ele nosso inimigo. Há no meio evangélico uma idéia muito errada acerca da justiça de Deus e da vingança do homem.
Muitos que se dizem pastores, rastreiam a vida de suas ovelhas, simplesmente por sentirem prazer em excluir algum membro da congregação. Muitos que se dizem Cristãos, ficam felizes pela morte de uma pessoa que o atormentava ou atrapalhava sua vida. A Bíblia diz que, nem mesmo Deus se alegra com a morte do ímpio (Ezequiel 33:11). Quem chora com os que choram fará a vontade de Deus, quem chora aos pés do Senhor será consolado, quem sente no recôndito do coração a necessidade de perdão, encontra-lo-á.
Feliz é o manso de coração. Para o mundo, o manso é uma pessoa perdedora, covarde e tímida. Para Deus, é herdeiro do céus.
Feliz aquele que tem fome e sede de Justiça. Não é sede de vingança, mas de justiça. Sede de Deus, pois só Ele é justo em todas as suas obras. Portanto, não cabe ao homem julgar ninguém, deixemos isso para o Justo Juiz (Tiago 4:11).
Felizes são os misericordiosos (Romanos 12:14-21). Para Deus, feliz é aquele que faz o bem ao seu próximo sem medir esforços. Feliz é aquele que perdoa a quem não merece perdão.
Felizes são os limpos de coração. Aqueles que têm comunhão com Deus. Felizes são aqueles que entregaram suas vidas ao Senhor Jesus e o reconhecem como único e suficiente salvador. Felizes são aqueles que abriram a porta do coração para Cristo entrar e fazer morada (Apocalipse 3:20).
Felizes são os pacificadores. Aqueles que levam paz e não guerras. São aqueles que fazem a diferença, são sal da terra e a luz do mundo. Levam tempero e brilho por onde quer que vão.
Felizes os perseguidos por causa da justiça. Paulo disse que aqueles que querem seguir piamente a Cristo, padecerão perseguições. Isso é motivo de felicidade: ser perseguido por Amor a Cristo (II Coríntios 12:10).
Felizes são aqueles injuriados, acusados injustamente por Amor do Nome de Jesus. Grande será a recompensa destes, Jesus promete o galardão nos céus.
Cristo morreu numa cruz para dar-nos a alegria da salvação. Exultemos em nosso espírito por tamanho privilegio de sermos chamados de Bem-aventurados!
PARA SER FELIZ!
Uma pequena fenda, uma centilha…. Um pouco de luz…
Sim, é suficiente.
Seus olhos se abrem e agora já pode ver: o caminho está a sua frente. Não tema, permita Jesus te guiar, Ele é o caminho.
Não desperdice suas forças com coisas ou pessoas que esvaziam o seu ser, mas pense nas coisas que são do alto, naquelas que te trazem proveito. Abandone o que lhe faz sofrer, aquilo que não deixa ver quem você realmente é.
Deixe que seu ser seja acolhido pelas mãos calorosas do amor, e sinta que ai esta a sua alegria, o seu preenchimento, a sua confiança. Todo pensamento sem amor tem que ser desfeito para que voce possa contemplar a sua verdadeira realidade, uma realidade, onde a luz é presente, mostrando que o amor é maior que tudo, e que só através dele voce pode realizar o seu crescimento, e a sua plenitude. Para ser feliz, você precisa ter fé, fé em Deus e no seu filho Jesus.

POSTADO POR PASTOR GENILDO ALVES.

Nenhum comentário:

Postar um comentário